Dia do padre: 7 motivos para rezarmos pelos sacerdotes

Imagem: internet

O presbítero participa do sacerdócio de Cristo, ele é sinal de Jesus para a Igreja, é o pastor que orienta o povo para Deus. São João Maria Vianney, padroeiro dos sacerdotes, chamava a atenção dos fiéis: “Vós não podeis recordar-vos de um só benefício de Deus, sem encontrardes, ao lado dessa lembrança, a imagem do padre”. O santo definia o sacerdote como um “ecônomo de Deus”, um  “administrador dos bens divinos”.

Por sua incansável dedicação na administração dos sacramentos, principalmente o da penitência – ele costumava passar longas horas ouvindo confissões –  levou a Igreja a reconhecer o padre João Maria Vianney santo, e confiou a ele a proteção de todos os sacerdotes. Por isso, 4 de agosto, data de sua memória litúrgica, é também o dia do padre. Queremos elencar 7 motivos para rezarmos pela santificação dos sacerdotes.

1.Chamados a uma vocação especial

Os sacerdotes deixam tudo para seguir a Cristo. Deixam bens materiais por uma herança muito maior: o reino de Deus. Abrem mão da convivência com a sua família e amigos para fazerem parte de uma família muito mais numerosa: a Igreja. A família do sacerdote passa a ser formada por seus paroquianos e estes, por sua vez, assim como rezam por seus familiares, devem também rezar pelos padres de sua paróquia ou comunidade.

2. Não obstante tão grande missão, são homens frágeis e pecadores

Assim como os leigos, os padres são humanamente frágeis. Em sua vida pastoral, acertam e erram, buscam a santidade, mas são pecadores como nós. No dia do padre, busquemos elevar uma prece a Deus para que os fortaleça em suas fragilidades, para que os santifique na iminência do pecado. 

3. Vivem a graça do celibato

Os sacerdotes abraçam o compromisso do celibato para viverem exclusivamente para Deus. Seu único propósito é, estando unido a Deus, mediar a união da humanidade com Deus. O padre deve empenhar todos os seus esforços para arrebanhar os fiéis para Jesus Cristo. O Catecismo da Igreja ressalta que os padres “são consagrados para serem, em nome de Cristo, com a palavra e a graça de Deus, os pastores da igreja” (CIC 1535). É nosso dever, como filhos espirituais e suas ovelhas, rezar para que os padres vivem em plenitude a graça do celibato.

4. São representantes legítimos da Igreja

O padre – explica o Catecismo – age em nome de toda a comunidade católica, “quando apresenta a Deus a oração da mesma Igreja e, sobretudo, quando oferece o sacrifício eucarístico” (CIC 1552). Diante de tamanha responsabilidade do sacerdote encontramos mais um motivos que nos leva, de maneira especial, a dedicar nossas orações para que sejam dignos representantes de Cristo e da Igreja, em um dia tão especial.

5. Vivenciam um constante combate espiritual

As batalhas espirituais de um cristão são inúmeras. As de um sacerdote são incontáveis. O Papa Francisco, falando ao clero de Roma, sabiamente comparou o constante combate espiritual dos sacerdotes à experiência de Simão Pedro que é provado constantemente para crescer na fé e assim ajudar a crescer a fé do povo. “A fé de Simão Pedro é colocada à prova na tensão entre o desejo de ser fiel, de defender Jesus, o desejo de ser grande e a negação, a covardia e o sentir-se o pior de todos”, explicou o Papa.  Se Jesus orou ao Pai para que Pedro não esmorecesse em sua fé, quanto mais nós devemos rezar pelos sacerdotes para que se fortaleçam nesses combates.

6. São defensores da fé diante do mundo

“Fiz-me como fraco para os fracos, para ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, para por todos os meios chegar a salvar alguns” (1Cor 9,22). Esse trecho bíblico ilustra perfeitamente o que deve ser o serviço sacerdotal em prol do Reino de Deus. O sacerdote é aquele que sai em busca da ovelha desgarrada, e apascenta as ovelhas já arrebanhadas para mantê-las bem alimentadas com a Palavra de Deus. É o padre quem defende a fé cristã das heresias do mundo, que nos faz enxergar a verdade, que é Deus. 

7. Distribuem os sacramentos

É por intermédio de um sacerdote que uma nova família se forma no sacramento do matrimônio. É o padre quem abre, para nossos filhos, as portas para a vida cristã com o sacramento do batismo. É ele quem nos concede o perdão de Cristo quando nos ouve em confissão. É o sacerdote quem unge o enfermo e clama a Deus pela cura, física ou espiritual, estimulando o doente à confiança. É de suas mãos que recebemos a Sagrada Eucaristia. Quanto devemos ser gratos a Deus por tão numerosos benefícios que Ele nos concede por meio dos sacerdotes.

Clamemos hoje a Deus para que nossos sacerdotes sejam repletos do Espírito Santo – que renova e santifica sua missão sacerdotal. Enquanto que a missão do padre é cuidar de seus filhos espirituais para que não se afastem de Deus, é dever nosso – seus filhos – rezarmos pela sua santificação, para que com o seu exemplo sejamos também, nós, santos.

Nos unamos em intercessão pelo nosso clero! Compartilhe em suas redes sociais!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *