A quem devemos dedicar nossas orações em cada dia da semana?

Relembre uma das mais antigas e ricas tradições cristãs

Além do ciclo litúrgico, a Igreja dá um significado especial a cada dia da semana, dedicando-os à memória de uma parte específica da nossa fé. Ou seja: cada dia da semana é dedicado a uma intenção de oração específica. Veja abaixo.

Domingo: a festa do Senhor

O domingo é um grande dia de festa para todo cristão. É uma festa para viver e compartilhar a Eucaristia com os outros. Portanto, trata-se de um dia inteiramente consagrado ao Senhor.

Segunda-feira: Espírito Santo e defuntos

No início da Idade Média, os cristãos começaram a dedicar a segunda-feira ao Espírito Santo. Eles imploravam sua ajuda ao começar as tarefas da semana. Além disso, nesse dia da semana é comum pedirmos pelas almas do purgatório. Porém, essa é uma devoção livre e voluntária, que a Igreja aprova sem prescrever.

Terça-feira: Anjos da guarda

Os católicos costumam consagrar a terça-feira aos santos anjos, especialmente aos anjos da guarda. De fato, muitos santos tinham uma grande devoção aos anjos em geral e, acima de tudo, aos anjos da guarda. Porém, nos outros dias da semana também não podemos nos esquecer que devemos recorrer ao nosso anjo protetor.

Quarta-feira: São José

A quarta-feira é o dia da devoção a São José e à boa morte. Já nos séculos apostólicos, a quarta era dia de jejum e de reunião em locais de oração, principalmente nos sepulcros dos mártires. Os cristãos costumavam chegar cedo a estes locais. No entanto, o jejum que eles praticavam nesse dia era o “pequeno jejum” pois tinha três horas a menos do que o da Quaresma.

Quinta-feira: dia da Eucaristia

Foi em uma quinta-feira que Jesus instituiu o sacramento da Eucaristia. Seu corpo e seu sangue são os maiores presentes de Deus para a humanidade.

Sexta-feira: a Paixão de Jesus

Jesus foi crucificado em uma sexta-feira. Por isso, a Igreja sempre considerou a sexta como um dia de penitência e sacrifício. Inclusive até o século IX, os tribunais fechavam neste dia e o jejum era mandatório. Além disso, às três horas da tarde deste dia, era costume rezar cinco Pai Nossos e cinco Ave-Marias. Tratava-se, portanto, de uma forma de honrar as cinco chagas de Jesus.

Sábado: Virgem Maria

Durante muitos séculos, o sábado era dia de festa, assim como os domingos. Isso por várias razões. Em primeiro lugar, era o dia da semana para honrar o descanso do Senhor depois da criação. Por outro lado, recordava-se que o Salvador escolhia o sábado para fazer curas e milagres, além de pregar nas sinagogas.

Em paralelo a isso, desde os primeiros séculos, os cristãos dedicam o sábado para honrar, de modo particular, a Virgem Maria. São Tomás diz que “veneramos o sábado em honra à Virgem Maria, que também nesse dia se manteve na fé em Cristo (como homem), comprovando sua morte”.

Fonte: Aleteia (Via: Catecismo de Perseverancia)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *