8 livros católicos que podem te ajudar a alcançar a santidade

Criar uma lista de livros católicos essenciais é uma tarefa impossível, “a menos que seja um teólogo com uma memória prodigiosa” e tenha “tempo suficiente para ler” a grande quantidade de obras importantes para a Igreja publicadas ao longo dos anos, afirmou recentemente no blog no National Catholic Register Kevin Di Camillo, professor de literatura inglesa na Universidade de Niágara.

No entanto, é possível fazer uma lista que, embora esteja incompleta e omita obras importantes como as Confissões de Santo Agostinho ou a Suma Teológica de Santo Tomás de Aquino, pode ajudar muito ao crescimento espiritual de quem deseja alcançar a santidade.

1. Os Evangelhos

A primeira coisa que um católico precisa ler são os quatro Evangelhos presentes nas Sagradas Escrituras. Para quem não tem tempo, é recomendável começar pelo Evangelho de Marcos, pois é o mais curto e a linha de ação é rápida e agitada.

É importante lembrar que este Evangelho não inclui a história do Nascimento de Jesus como em Mateus e Lucas, nem contém a incrível poesia do início do Evangelho de São João; no entanto, se nunca leu os Evangelhos do início ao fim, ler São Marcos é um bom primeiro passo.

2. O Catecismo da Igreja Católica

O segundo livro essencial é o Catecismo da Igreja Católica. Este é um dos documentos “finais” do Concílio Vaticano II (1962-65) que só foi publicado quase 30 anos após o término deste importante evento.

A estrutura deste livro reduz quase todos os temas importantes para os católicos a pequenas leituras. Se mesmo assim ainda for difícil de digerir, é possível ler o Compêndio Abreviado do Catecismo da Igreja Católica; que é ainda mais fácil do que o Catecismo original.

Os mais jovens e as crianças podem ler o YouCat, que é o Catecismo apresentado numa linguagem ainda mais simples e com imagens de apoio.

3. A Imitação de Cristo

A terceira obra essencial é A Imitação de Cristo, um clássico de Thomas de Kempis escrito há mais de 500 anos e que é considerado o segundo livro mais vendido de todos os tempos, depois da Bíblia. A obra é composta por quatro livros onde o autor traça o progresso da alma até e incluindo sua união com Deus na Sagrada Comunhão.

4. Vidas dos Santos

As Vidas dos Santos, escrito por Alban Butler, ocupa o quarto lugar. Existem várias versões deste livro, como a edição de 12 volumes da década de 1980 ou a edição de quatro volumes na qual cada livro tem literalmente o tamanho de um tijolo. No entanto, também existe uma versão mais curta, de 1991, feita por Michael Walsh.

A edição de Walsh foi habilmente resumida e, embora não seja “completa”, pelo menos fornece uma boa mostra representativa de 365 santos, principalmente da Irlanda, Escócia, Inglaterra e País de Gales.

5. O Saltério ou Livro dos Salmos

A pessoa que chamou o Livro dos Salmos de “Livro de Oração de Jesus” realmente não estava errada. É o primeiro livro das “Escrituras” (Kethubhim ou Hagiographa), ou seja, a terceira seção da atual Bíblia Hebraica impressa. Contém 150 salmos, divididos em 5 livros; junto com quatro doxologias e os títulos da maioria dos salmos

Existem versões de diferentes tamanhos e apresentações, incluindo uma versão “para cantar”, já que os salmos podem ser cantados.

6. A Bíblia

Todo o conteúdo da Bíblia em si é fonte de sabedoria e é aconselhável a leitura de todos os seus livros. O site bibliacatolica.com.br permite a consulta de várias versões do texto bíblico traduzidas ao português.

7. O Manual de Indulgências

Este pequeno livro contém todas as maneiras pelas quais alguém pode obter uma indulgência parcial ou plenária.

8. O Pequeno Ofício da Santíssima Virgem Maria

Em um mundo ideal, todos os leigos católicos deveriam estar familiarizados com a Liturgia das Horas, também conhecida como Ofício Divino. No entanto, o Ofício da Santíssima Virgem Maria é uma boa introdução.

Fonte: ACI Digital (Publicado originalmente em ACI Prensa. Traduzido e adaptado por Nathália Queiroz.)

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *