5 motivos para rezar a novena de Natal

O nascimento do Menino Jesus é um dos acontecimentos mais importantes da história da humanidade. Deus amou tanto o mundo que enviou seu Filho,  que se encarnou no seio da uma virgem. Com um estilo de vida austero e santo, redimiu os homens de todos os tempos. A tradição católica estabeleceu como tempo de preparação para tal acontecimento, o Advento. Neste tempo, inúmeras devoções são enunciadas para nos ajudar a celebrar interiormente e, como família, o Natal do Senhor. Entre elas, está a novena de preparação para o nascimento de Jesus. Elencamos 5 motivos para reunir a família e os amigos ao redor do presépio com a novena de Natal

  1. Preparar o coração e a família, contemplando os mistérios da Encarnação do Verbo

O Natal nos leva a contemplar uma família santa que teve a missão de ser casa de amor e cuidados para o Filho de Deus. No lar de José e Maria, reinava a reconciliação, o carinho, a caridade mútua e, sobretudo, o temor a Deus. Quando nos colocamos como família para aprender e meditar na preparação para o nascimento do Menino Jesus, nos deixamos cativar pelas virtudes da Sagrada Família, a ponto de prepararmos ainda melhor o coração para que reine o Senhor e sua vontade em nossas casas.

  1. Promover união e reconciliação com a família e os vizinhos

Um excelente momento de evangelização, mas também de confraternização. Reunir os amigos, vizinhos e familiares para rezar e agradecer a Deus por seus feitos, promove perdão e amizade entre os mais próximos. Como diz a carta de São Paulo aos Efésios, Jesus derrubou “o muro de separação, em seu próprio corpo desfez toda a inimizade” (cf. Ef 2, 14). Quando os presentes partilham em oração suas dores, alegrias, ação de graças e projetos futuros, a família se une ainda mais e cresce em louvor e fé diante de Jesus.

  1. Buscar viver um gesto concreto de despojamento

O fim de ano traz consigo um clima especial de solidariedade universal. No Natal, é comum que as famílias se motivem a viver um gesto concreto de caridade. A novena costuma trazer dicas que inspiram os participante a fugirem do apelo consumista deste período, a distribuir cestas básicas, visitar hospitais e orfanatos. Vale cultivar a vivência das obras de misericórdia corporais e espirituais.

  1. Acolher a graça do nascimento de Cristo e crescer na vida espiritual

Mais do que uma data comemorativa, o Natal é um período de celebração. A liturgia da Igreja nos ensina que Jesus nasce mais uma vez, como outrora, agora no coração de todos os que se fizerem como uma manjedoura simples para acolhê-lo. Portanto, a novena de preparação alimenta a espiritualidade e o conhecimento de Jesus Cristo promovendo a vida de oração e a fé.

  1. Cultivar as virtudes teologais

As três virtudes teologais são: fé, esperança e caridade. Se chamam teologais porque têm Deus como objeto imediato. Creio em Deus que está acima de todas as coisas, espero Nele que é justo e cheio de misericórdia, e amo a Deus acima de todas as coisas, e esse amor me move à prática da caridade para com os irmãos. A novena de Natal semeia nas famílias o desejo por esta vivência, que culminará no céu de Deus, onde não haverá mais fé ou esperança, porque já teremos o que acreditamos e esperamos. No céu haverá o Amor, e ele é Deus!

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *