Vocação: 5 dicas para discernir a vontade de Deus

A vocação é uma aptidão natural que nos foi dada por Deus. Do latim, vocatio é uma palavra que expressa o chamado de Deus para as nossas vidas. Por meio da vocação a que nos chama, Deus nos revela porque nos criou, porque nos permitiu vir a este mundo.

Todos temos uma vocação, uma missão de vida, mas, antes disso, todo cristão é convocado à vocação universal à santidade, ou seja, viver no caminho de Cristo e assim, realizar a vontade de Deus na própria vida, seguir Seus desígnios confiando que Ele – como nosso Pai Criador – tem o melhor para cada um de nós.

Mas nem sempre é tão fácil perceber qual é a vocação que Deus determinou para nossas vidas. Se você encontra dificuldades em discernir a vontade de Deus para a tua vida, veja estas 5 dicas que poderão te ajudar.

1. Procure um diretor espiritual ou alguém que seja maduro na fé

Um diretor espiritual, que pode ser um sacerdote, um religioso, um leigo consagrado ou uma pessoa em união estreita com o Senhor, maduro em sua fé  e com vida de oração constante, pode nos orientar sobre a vocação a que somos chamados. Este acompanhamento visa direcionar seus passos de maneira a compreender o que Deus espera de você.

2. Inicie um caminho de oração e escuta a Deus

A oração é o oxigênio da alma, não devemos deixar de lado em qualquer circunstância de nossa vida. Para quem busca discernir o chamado de Deus, é ainda mais vital. Procure conversar com Deus, mas, mais do que isso, ouça o que Ele tem a te dizer. Provavelmente Deus não vai aparecer na tua frente e te dizer diretamente qual é a tua vocação. Ele fará isso por meio de sinais, por meio de pessoas, e, provavelmente, em momentos inesperados. Esteja atento!

3. Faça uma leitura objetiva e espiritual de sua história de vida

Olhar para a própria vida te permitirá enxergar sinais de Deus sobre a tua vocação. Em todo o processo de discernimento, é importante não se deixar influenciar ou permitir que outros tomem a decisão por você. Nossa vocação nem sempre será aquilo que nossos pais desejam para nós, por isso é importante você olhar para a própria história de vida, para os teus anseios e inclinações. O que não significa que você deve ignorar o que os teus pais falam. Pelo contrário, é importante que conversem, que exponha a eles os teus sentimentos, os teus desejos, frustrações e medos. Mas, lembre-se, quem deve decidir sobre a tua vida é exclusivamente você!

4. Faça a leitura orante das Sagradas Escrituras (lectio divina)

A lectio divina – leitura orante –  é uma prática espiritual que tem ajudado muitas pessoas a enxergar a ação de Deus e, mais do que isso, tem auxiliado na realização da vontade de Deus. Neste sentido, pode ser mais um instrumento para ajudar a discernir a tua vocação. Pratique a lectio divina sem pressa. Se não é possível diariamente, reserve um dia da semana para isso. Abra teu coração, peça a luz do Espírito Santo e se permita mergulhar na Palavra de Deus. Certamente, em algum momento você verá com clareza sinais que te indicam o que Deus quer para a tua vida.

5. Seja fiel à vida sacramental

Por meio dos sacramentos, alimentamos nossa espiritualidade. Por isso, comungue para santificar-te e manter tua alma livre de distrações, e procure confessar-se com frequência. A vida sacramental é uma graça de Deus que nos mantém mais próximo a Ele e, assim, ajuda-nos também a discernir a vocação para a qual fomos criados.

Abraçar a própria vocação é dizer a Deus o mesmo “sim” que a Virgem Maria outrora disse. Sem saber ao certo o que estava acontecendo e o que viria em seguida, Maria confiou em Deus e se submeteu a Sua vontade. Ela confiou e tornou-se a Mãe de Deus, a Mãe de todos nós. Como Maria, ainda que tenha medo, confie! Deus sempre tem o melhor a nos dar. A decisão pode não ser fácil, mas seja corajoso! Confie que, no tempo certo, tudo acontecerá de acordo com a vontade de Deus. Seguir a vocação é mais do que fazer a vontade de Deus, é viver um pouco da alegria do céu já na terra.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *